Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

A pedido da Polícia Civil, a Justiça do Amapá decretou a prisão do ajudante de pedreiro Márcio Roberto Facundes da Silva Rosa, de 30 anos, o “Coxó”. Ele foi indiciado nesta quarta-feira, 19, pelo assassinato de Tainá de Barros, de 20 anos.

O ajudante estava em casa, no Bairro da Piçarreira, no município de Santana, quando os policiais chegaram para cumprir o mandado de prisão, por volta das 21h. Mais cedo, ele já havia prestado depoimento ao delegado Sandro Torrinha, que conduz o inquérito.

Além das marcas de arranhões pelo corpo, o defeito na perna e as roupas dele aparecem no vídeo de uma câmera de segurança que mostra também os últimos momentos da jovem ainda viva.

Ajudante de pedreiro teve a prisão decretada na noite desta quarta, 19

Ajudante de pedreiro teve a prisão decretada na noite desta quarta, 19. Fotos: Olho de Boto

O portal SELESNAFES.COM teve acesso ao vídeo gravado de outro dispositivo, por isso a qualidade não é boa. Mas é o suficiente para ver a jovem chegando na Rodovia Duca Serra depois de sair da casa do namorado, Ronaldo Furtado, por volta das 4h30min do dia 14.

Assim que a jovem chega a rodovia, ela começa a ser seguida por um homem com visíveis dificuldades para caminhar. Segundo a polícia e mais cinco testemunhas, incluindo a esposa dele, trata-se de Márcio Rosa, que tem um defeito em uma das pernas. As roupas que aparecem no vídeo foram entregues pela esposa ao delegado.

A polícia ainda investiga onde a jovem foi morta e se houve participação de outra pessoa. O corpo dela foi encontrado na tarde do dia 15 em um terreno abandonado em frente ao comando da PM em Santana com sinais de violência sexual e de pedradas no rosto, além de esganadura.

O secretário de Segurança Pública do Amapá, Ericlaudio Alencar, está concedendo uma entrevista coletiva no início desta quinta-feita, 20, para falar mais sobre o caso. 

Compartilhamentos