Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um desentendimento ainda sem motivo esclarecido entre patrão e funcionários de um açaizal terminou com a morte do empregador, no início da noite desta sexta-feira (9), na localidade de Serandual, no município de Gurupá, no Pará, a 6h de barco de Macapá.

Os suspeitos teriam vindo até Santana na embarcação da vítima, onde buscaram atendimento no Pronto Socorro da cidade, e depois foram transferidos para o HE  de Macapá. O corpo do proprietário do terreno, Antônio José da Silva Santos, de 40 anos, chegou na praia de Fazendinha por volta das 6h deste sábado (10).

Familiares trouxeram corpo da vítima até a praia de Fazendinha. Fotos: Olho de Boto

Depois de realizar o pagamento dos trabalhadores, Antônio José da Silva Santos,  junto com sua esposa, tinham ido deixar os indivíduos identificados apenas como Roberto e seu sobrinho Paulo, em suas casas, numa rabeta, por volta de 17h. Os dois trabalhavam como extrativistas no açaizal da vítima.

Segundo o que relatou a companheira de Antônio José da Silva Santos, os empregados convidaram a vítima para beber ao chegar no local, só que após a segunda dose a desavença entre o patrão e Roberto começou, indo rapidamente para a luta corporal.

Ao ver a situação, Paulo tentou intervir dando tiros de espingarda em direção aos dois homens. Dois dos disparos atingiram o rosto e a nuca de Antônio José, que morreu na hora. Outro disparo atingiu o próprio tio de Paulo.

Antônio José da Silva Santos foi alvejado com dois tiros

O corpo da vítima teria sido deixado no terreno, enquanto que os dois infratores fugiram do local na rabeta, deixando a esposa de Antônio José da Silva Santos em uma residência próxima do local do crime. Roberto está ainda internado no HE e seu estado de saúde não foi revelado.

Mesmo sem um esclarecimento sobre a motivação para o crime, o irmão do proprietário, Albino Carvalho, acredita que a ação da dupla foi uma armadilha.

Parentes não souberam explicar motivo do desentendimento entre empregados e patrão

“Ninguém sabe o motivo do desentendimento. A mulher está em choque. Eles eram vizinhos e tinham uma boa relação”, disse ainda Albino Carvalho.

Após a chegada de parentes, o corpo de Antônio José da Silva Santos foi removido do local. Paulo, que efetuou os disparos que tirou a vida do empresário e feriu o próprio tio, está foragido.

As investigações sobre o caso ficarão a cargo da Polícia Civil do Pará.

Compartilhamentos