Compartilhamentos

SELES NAFES

O deputado estadual Paulo Lemos (PSOL) garantiu nesta terça-feira (20) que vai continuar no grupo político que hoje tem o DEM e a REDE, por mais que não possa haver uma coligação oficial em 2018.

O DEM deve lançar o senador Davi Alcolumbre na disputa pelo governo do Amapá, projeto que o deputado diz que irá apoiar, independentemente do posicionamento oficial de sua executiva nacional.

“Não podemos coligar formalmente com o Democratas porque existe uma resolução que impede a coligação, mas todos sabem que estou nesse grupo que está em torno do projeto do senador Davi e vamos continuar”, explicou.

O cenário era diferente em 2014, lembrou o parlamentar, quando o PSOL estava na coligação que tinha o DEM. Contudo, o grupo era encabeçado pela REDE.

“Com a REDE isso foi possível porque o partido está alinhado com outros partidos progressistas”, acrescentou.

Para evitar uma possível punição por desobediência, Paulo Lemos disse vai articular com a direção nacional do PSOL uma flexibilização para o partido no Amapá. 

Compartilhamentos