Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

As obras de alargamento da Rodovia Duca Serra, na zona oeste de Macapá, receberam apoio do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) e equipe da Lei Seca para um maior controle do trânsito. A medida busca evitar acidentes no perímetro da obra.

A precaução tomada pela Secretaria de Transportes (Setrap) em parceria com o Departamento de Transito e BPRE busca prevenção a situações como a do dia 30 de maio deste ano. Quando um ciclista morreu num trecho em obras que estava sem iluminação, na entrada do Bairro Marabaixo.

“Nós já temos um policiamento, mas vamos intensificar, especialmente com cones de barreira para um auxilio durante a noite. Mas pedimos para que a população ande com mais cautela, reduza a velocidade e preste mais atenção”, destacou o comandante do BPRE, Capitão, Rodinele Marques.

Policiais da Lei Seca e do BPRE orientam motoristas em horários de pico. Fotos: Cássia Lima

A obra, que começou em fevereiro, chegou a ficar parada devido o período chuvoso. Mas já foi retomada na Lagoa dos Índios e no Marabaixo. Segundo o secretário de Transportes, Jorge Amanajás, mais frentes de trabalhos devem começar.

“Nós retomamos as obras na Lagoa, estamos fazendo terraplanagem nessa área do Marabaixo e vamos começar mais duas frentes. Uma no KM9 em direção à Santana e até outubro vamos iniciar obras no trecho de Santana à Macapá”, explicou Amanajás.

Obras de alargamento da Duca Serra

Jorge Amanajás: obras na Lagoa iniciam até setembro

Lagoa dos índios

De acordo com o secretário, no perímetro da Lagoa dos Índios, já está ocorrendo o aterro com pedras de granizo, o que deve aumentar o solo em 90 centímetros. Após isso, ocorre o serviço de terraplenagem. Até meados de setembro será expedida a ordem de serviço para a empresa que for contemplada comece a construção da ponte de 50 metros de comprimento.

“A nossa meta é aproveitar o máximo esse verão e executar 80% da obra até o início das chuvas. Serão investidos R$ 30 milhões para a obra contando com a ponte sobre a Lagoa”, frisou o secretário.

Fotos: Cássia Lima

Compartilhamentos