Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

A Polícia Civil e a PM conseguiram cumprir seis dos 10 mandados de apreensão e de prisão na chamada “Operação Resgate”, deflagrada nesta sexta-feira (18) contra uma gangue de adolescentes acusados de cometer atrocidades durante assaltos na cidade de Macapá.

Todos os detidos foram levados para a Delegacia de Investigação de Atos Infracionais (Deiai). A operação começou às 6h, com participação da PM e do GTA, e foi concentrada na Ponte do Farofa, no Bairro do Araxá.

As investigações começaram depois de um homicídio, onde a vítima foi um vigilante de 59 anos no Bairro do Araxá.

“O delegado Armando concluiu as investigações, identificou os participantes e representou pela custódia provisória”, informou a delegada Daniela Graça, da Deiai.

“A gangue do farofa é composta por adolescentes e adultos responsáveis por invasões de domicílios, espancam e expulsam as pessoas de suas residências. Estavam aterrorizando o Bairro do Araxá. Eles serão combatidos pela Polícia Civil que não vai descansar enquanto não cumprir todos os mandados”, acrescentou a delegada.

Os infratores, com idades entre 13 e 18 anos, foram encaminhados para o Centro de Internação Provisória (CIP).

Compartilhamentos