Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

O Pleno do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), recebeu na manhã desta quarta-feira (16), mais uma Ação Penal decorrente da Operação Eclésia. Os réus dessa vez são Edmundo Ribeiro Tork Filho, o ex-deputado estadual Edinho Duarte Pinheiro, o deputado estadual José Carlos Carvalho Barbosa, José Cláudio Parafita Monteiro e o deputado estadual afastado Moisés Reátegui de Souza.

A nova denúncia trata dos desvios de verbas indenizatórias. O método era o mesmo de outros processos. Nesse caso, os réus são acusados de usar notas frias para a prática de crimes como peculato, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e formação de quadrilha

A relatora da Ação é a juíza Stella Ramos.

Essa Ação Penal se soma a outras 24 oriundas da Operação Eclésia deflagrada pelo Ministério Público do Amapá, em 2012. Ao todo, os processos somam mais de 17 denunciados, entre deputados, ex-parlamentares e servidores da Assembleia. Além disso, são mais de R$ 5 milhões desviados dos cofres públicos e dezenas de quilos em documentos.

Foto de capa: Cássia Lima

Compartilhamentos