Compartilhamentos

De Mazagão, FERNANDO SANTOS

São cerca de 120 alunos na Escola Agrícola da Família do Carvão, comunidade do município de Mazagão localizada a cerca de 33 quilômetros de Macapá, que vivem um modelo de gestão educacional que valoriza o extrativismo na região. A deputada federal Marcivânia Flexa (PCdoB) esteve no local no último fim de semana, e disse que vai indicar uma emenda que ajude a manter o projeto em funcionamento.

Atualmente, em todo o Estado, existem seis escolas Família em atividade, fomentando produção agrícola nos ensinos fundamental e médio. A escola utiliza pedagogia de alternância em conhecimentos de caráter técnico e gerais.

Alunos Irinilson e Cleiton: dificuldades para pesquisar. Fotos: Fernando Santos

Deputada, que também é professora, conversa com um dos responsáveis pela Escola do Carvão

A formação integral dos alunos é fundamental para o desenvolvimento da área rural e de regiões ribeirinhas. Apesar disso, a estrutura da rede de escolas ainda carece de investimentos. O estudante Cleiton Alves considera que a maior necessidade se refere à comunicação.

“Hoje nosso maior problema é em relação à internet. Quando precisamos pesquisar algum assunto, nossa internet não é boa. Aí gente precisa ir para o celular e não é a mesma coisa”, afirmou.

Escola atende 120 alunos com ensino regular e técnico

As aulas da Escola do Carvão ocorrem em espaços simultâneos, alternando a sala de aula e o terreno do espaço havendo interação para a melhoria de leitura, escrita e tecnologias.

Irinilson Chucre, outro aluno, afirma que o processo de ensino-aprendizagem poderia ser melhor.

“Eu estou satisfeito, pois aqui convivemos num ambiente de natureza e com os amigos. Só acho que precisa melhorar essa internet”, reforçou.

Professores atuam numa rede com seis escolas

A deputada federal Marcivânia Flexa ressaltou que já conhecia as principais demandas.

“Viemos ouvir as principais necessidades e recomendações e vamos buscar apoio por meio de emendas ou de qualquer outra forma, para melhorar a situação da Escola do Carvão. E quem sabe até mesmo, fazer uma audiência pública para discutirmos essas problemáticas. Minha equipe estará em constante contato com os líderes do colégio. Conversamos com a direção que nos recebeu muito bem e que também está empenhada”, destacou a parlamentar.

Compartilhamentos