Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Após uma longa e cansativa batalha contra o câncer de colo de útero, a vendedora Ediane Cordeiro Mokarzel, de 36 anos, morreu. Ela teve falência múltipla de órgãos, no domingo, 1º, e veio a óbito no Hospital de Clínicas Alberto Lima (HCAL).

A luta de Ediane foi acompanhada pelo portal SELESNAFES.COM, e reportada em junho, sob o título http://selesnafes.com/2017/06/portadora-de-cancer-revela-como-e-lutar-pela-vida-com-poucos-recursos/.

Ediane ficou magra e desgastada por causa da doença e do tratamento agressivo Foto: Arquivo Pessoal

Amigos e familiares contam que uma semana antes de morrer, a mulher, elegante e animada, já não tinha forças para continuar lutando. Ela estava magra e desgastada por causa da doença e do tratamento agressivo. Ediane ficou em Belém até agosto, quando foi desenganada pelos médicos e decidiu voltar para Macapá.

“Ela quis voltar para ficar perto da família. Eu estava com ela na hora. O corpo dela já estava enrijecendo. E ela fechou os olhos e foi descansar”, comentou a amiga Daniele Silva.

Amiga ficou com Ediane até o último momento Foto: Arquivo Pessoal

A vendedora deixou marido e 3 filhos, o menor, com 2 anos. Para os amigos, ela sempre será lembrada pelo jeito extrovertido e companheiro. O sepultamento ocorreu nesta segunda-feira, 2, no cemitério São José, no bairro Buritizal.

“Ela era ótima, extrovertida, agitada. Todos gostavam dela. Era uma mulher incrível, e é assim que ela será lembrada”, frisou a amiga Daniele.

 

Compartilhamentos