Compartilhamentos

INFORME PUBLICITÁRIO

Depois de um longo processo que passou por órgãos de fiscalização, Ministério Público e Judiciário, o Amapá vai ganhar seu primeiro cemitério parque, “Coração Eterno”. O empreendimento começou a ser construído no Distrito do Coração, a cerca de 10 minutos do centro da capital.

O conceito é semelhante aos grandes empreendimentos imobiliários que já existem em outras capitais, e une conforto, urbanização e cuidado com o meio ambiente.

O terreno onde Cemitério Parque Coração Eterno está sendo construído tem 4 hectares, e capacidade para 7 mil sepultamentos. Cada jazigo terá 3 gavetas, protegidas em todos os lados por placas de concreto.

Vista interna do empreendimento: capacidade para 7 mil sepultamentos. Imagens: Divulgação

O empreendimento terá estacionamento, capela ecumênica, ambiente particular de descanso, segurança eletrônica, além de paisagismo enaltecendo a beleza da natureza.

Foram 8 anos cumprindo todas as etapas burocráticas, como licença prévia e licença de instalação, resultantes de vários projetos exigidos e apresentados aos órgãos competentes.

Por sugestão do Ministério Público do Estado, foram realizadas duas audiências públicas com a comunidade onde o projeto foi detalhado pelos responsáveis, além de uma judicialização que culminou, após trânsito em julgado, com a certeza de que os projetos apresentados atendem às exigências legais, e, consequentemente, que o empreendimento não oferece risco ao meio ambiente, principalmente ao lençol freático.

Cada jazigo terá 3 gavetas cercadas de concreto: proteção para o meio ambiente

Terreno possui 4 hectares

No último dia 7 de novembro houve uma nova audiência pública realizada no Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do Tribunal de Justiça do Amapá. O encontro teve a participação dos representantes do Judiciário, da Promotoria de Meio Ambiente, Procuradoria do Município de Macapá, Defensoria Pública Municipal, além das principais lideranças comunitárias do Distrito do Coração.

Urbanização, paisagismo e respeito ao meio ambiente

A empresa responsável pelo empreendimento demonstrou a legalidade do projeto, além de seu compromisso social com ações que beneficiem a comunidade do Coração. As lideranças comunitárias se comprometeram a discutir com os moradores quais são projetos mais adequados para a comunidade.

Empreendimento vai agregar mais valor ao Distrito do Coração

A empresa ainda destacou que a operacionalização do empreendimento resultará na geração de vários empregos diretos e indiretos, além de fomentar o surgimento de fornecedores locais de produtos como: flores, arranjos e outros materiais que serão usados nos sepultamentos.

O Cemitério Parque Coração Eterno deverá ser inaugurado em março do ano que vem. Só a partir de então a empresa começará a comercializar os lotes.

Compartilhamentos