Compartilhamentos

A incerteza ainda paira na concentração do time Sub-20 do São José. O clube deve se apresentar até o dia 02 de janeiro em Taubaté (SP), para representar o Amapá na Copa São Paulo de Juniores. No entanto, a delegação amapaense ainda luta para conseguir comprar as 26 passagens aéreas com destino ao Sudeste.

Os treinos continuam a todo o vapor. No fim de semana, por exemplo, o time fez um amistoso contra o Santos, no interditado Glicério Marques (o estádio está impedido de receber partidas oficiais por falta de segurança para os torcedores). A diretoria deve se mobilizar durante essa semana para tentar conseguir o patrocínio necessário para levar a delegação. “Nós vamos nos reunir com o empresariado local, para tentar conseguir o patrocínio e comprar as 52 passagens e garantir a ida e volta de nossos jogadores”, contou o diretor de futebol do São José, Salim Palmerim.

jogo

O clube estima que sejam necessários 40 mil reais para deslocar toda a equipe a São Paulo. Investimento que é superior ao destinado ao time profissional do São José nas competições locais. “No Amapá temos clubes pequenos, que sentem dificuldade em manter o time profissional, imagine só as dificuldades para manter a categoria de base. Por isso temos que correr contra o tempo para garantir o transporte dos nossos garotos” afirmou Salim.

Apesar da incerteza, a diretoria do clube acredita que conseguira levar a delegação a São Paulo para representar o Amapá.

Além de iniciar o calendário de futebol no Brasil, a Copa São Paulo de Juniores é um ótimo seleiro de recrutamento de novos jogadores, pois reúne olheiros dos grandes clubes nacionais.

Pedreira

DSC_0662

Após a primeira etapa, que acontece fora do campo, o São José terá uma pedreira a encarar na competição. O desafio é contra a categoria de base do atual campeão brasileiro, o Cruzeiro (MG), no dia 04.

Compartilhamentos