Compartilhamentos

Alan e o PPS com Lucas

alan sales

Waldez Góes trabalha com planos B e C caso seja impedido pela Justiça de disputar o governo do Estado em outubro. Como tem aliança com Jorge Amanajás (PPS) e Gilvan Borges (PMDB), Waldez pode ter que lançar um dos dois como candidato em seu lugar. Mas pelo menos no caso do PPS há um grande problema. O presidente do partido, Alan Sales (atual vice-prefeito de Macapá), é pré-candidato a deputado federal, e não deve fechar com Waldez pra não disputar votos internamente com Roberto Góes (PDT) numa possível coligação. Alan Sales já decidiu que vai compor com o PSD de Lucas Barreto, onde teria mais chance de se eleger com menos votos.

Categoria “N” de Nogueira

nogueira

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado, Luis Carlos Gomes dos Santos, tem dito com todas as letras que o ex-prefeito Antonio Nogueira (PT) deve ser recolhido à cadeia tão logo o Superior Tribunal de Justiça julgue o último embargo declaratório interposto pelos advogados do petista. É o segundo recurso de Nogueira. O primeiro foi rejeitado pelo STJ.

Categoria “N” de Nogueira II

O ex-prefeito ex-deputado federal tem condenação de oito anos de prisão, em regime semiaberto, no caso das fraudes em emissões de carteiras de habilitação. O caso foi investigado pelo ex-procurador da República no Amapá, Manoel Pastana. Nogueira também é funcionário de carreira do Judiciário e deve perder o emprego caso perca o embargo no STJ.

Moisés e a presidência

O deputado Moisés Souza (PSC) chamou advogados para processar jornal de circulação diária na capital que afirmou que o parlamentar havia desistido de tomar posse como presidente do Legislativo. Jornal citou como fonte da “informação” o principal advogado de Moisés, o paraense Inocêncio Mártires. Moisés continua afirmando que tomará posse tão logo os demais deputados retornem das viagens de fim de ano.

A conta do carnaval

reuni達o liga das escolas

A Liga das Escolas de Samba entregou nesta segunda-feira, 6, ao governador Camilo Capiberibe (PSB) o pedido de patrocínio oficial para o desfile deste ano. A bagatela é de R$ 4,5 milhões. Capiberibe já foi dizendo aos representantes da Liga das Escolas de Samba que é impossível liberar esse valor.

Conta do carnaval II

No ano passado o governo também reclamou, mas liberou R$ 2,7 milhões. A tendência é de que o repasse deste ano ultrapasse os R$ 3 milhões. Técnicos do governo avaliaram estar em cima da hora para reservar recursos. O orçamento deveria ter sido entregue no início de dezembro, antes da votação pela Assembleia Legislativa do orçamento do GEA para 2014.

Ministro no Amapá

ministro do trabalho

O ministro do Trabalho, Manoel Dias, chega nesta terça-feira, 7, em Macapá, para dar posse à nova superintendente do Trabalho no Amapá, Joelma de Morais Santos. Ela é presidente da Juventude do PDT no Amapá e teria sido indicada pelo ex-ministro Carlos Lupi, presidente nacional do PDT.

Editais da PM e Polícia Civil

O secretário de Administração do Estado e deputado licenciado do PSB, Agnaldo Balieiro, tem tentado uma definição sobre quando a Sead poderá finalmente anunciar a publicação dos editais dos concursos da PM e da Polícia Civil. O secretário, que quer retornar ao cargo de deputado antes da data limite para desincompatibilização (5 de abril), tem dito que ainda falta “segurança financeira” para anunciar a quantidade exata de vagas a serem ofertadas nas duas corporações. Até o dia 15 de janeiro ele quer estar com tudo pronto.

Compartilhamentos