Compartilhamentos

Cerca de 80 motos estão apreendidas na 1ª Delegacia de Polícia de Laranjal do Jarí, a 265 quilômetros da capital, todas provenientes de roubos em Macapá e cidades do Pará. As motos foram apreendidas em blitz ou investigações policiais. Os veículos geralmente estão sem a documentação e com placas frias.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Sede da Polícia Civil em Laranjal do Jarí

Segundo o delegado titular da DP, Dante Ferreira, Laranjal do Jarí fica em uma área de fronteira com o Estado do Pará, e isso torna a região rota para o transporte de motos roubadas. O delegado afirma que a falta de fiscalização contribui ainda mais para que isso aconteça. As motos roubadas em Macapá são levadas para o interior do Pará através do município de Monte Dourado, vizinho a Laranjal. O caminho contrário também é feito pela mesma rota. Ou seja, veículos roubados no interior do Pará entram no Amapá pelo Vale do Jarí.

motos roubadas

Algumas motos foram apreendidas após a prisão de assaltantes da cidade

As motos apreendidas têm registro de placa de vários estados como do Amapá, Pará, Roraima, Minas Gerais e Alagoas. Elas são usadas nas fugas de criminosos que agem em municípios do interior do Amapá e do Pará. “Geralmente quem tem a moto roubada desiste de procurar, mas estamos chamado vítimas de roubo de motocicletas, para que verifiquem se um desses veículos lhe pertence. É uma forma de solucionar crimes e desafogar a quantidade de veículos no pátio da delegacia”, conclui Dante.

Fotos: José Maria – Assessor de Comunicação da Polícia Civil

Compartilhamentos