Compartilhamentos

A Polícia Interestadual (Polinter) conseguiu prender na manhã desta quinta-feira, 31, duas pessoas acusadas de integrar uma quadrilha especializada em roubo e legalização de carros irregulares. As investigações iniciaram ainda em 2013, mas só agora a polícia conseguiu elementos para prender os acusados.

A quadrilha roubava o carro e ainda tornava o veículo legal dentro dos cadastros do Departamento de Trânsito do Amapá (Detran). Isso era feito com o uso de documentos de carros apreendidos e que estavam presos no curral do Departamento. Depois o veículo era vendido normalmente.

Um carro roubado também foi encontrado com um dos acusados. “Um dos veículos que foi apreendido na posse de um membro da quadrilha já estava legalizado. A quadrilha adulterou o chassis, a placa e fazer uso dos dados do Detran para deixar o veículo com todos os documentos em dia”, disse o delegado da Polinter, Neuton Gomes.

As investigações da Polícia Civil também vão checar se existem pessoas de dentro do Detran envolvidas no esquema. “Uma das pessoas detidas já havia estagiado dentro do Detran, o que pode significar que estivesse recebendo ajuda para adulterar a documentação dos carros roubados”, acrescentou o delegado.

Um terceiro integrante já havia sido preso na última terça-feira, 29, quando a polícia começou a efetuar os mandados de prisão. Todos foram reconhecidos por clientes que teriam feito negócio com quadrilha e comprado os veículos.

Compartilhamentos