Compartilhamentos

Após três anos e meio afastado das investigações policiais, o delegado Ronaldo Coelho assumiu na manhã desta terça-feira, 5, a Delegacia Especializada em Acidentes de Trânsito (DEATRAN). Com muito entusiasmo, força de vontade e ideias para o novo trabalho, ele avisa: “venho para colaborar, mas com toda rigidez que a lei exige”. Conhecido pelo jeito linha dura e por, pelo menos, mil prisões de criminosos, o delegado afirma estar pronto para este desafio.

Ronaldo Nazareno da Silva Coelho, de 47 anos, estava trabalhando no Gabinete de Gestão Integrada da Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), como assessor jurídico realizando serviços burocráticos. O escritório nunca foi lugar para Ronaldo Coelho. A investigação sim, é a paixão dele. “É com muita alegria, vontade e determinação que eu assumo essa delegacia. Aqui eu me sinto bem. Quero dialogar com a comunidade e mostrar trabalho de forma rápida e responsável”, afirmou o delegado.

Os acidentes no trânsito acontecem por imprudência, diz delegado

Os acidentes no trânsito acontecem por imprudência, diz delegado

A escolha de Ronaldo Coelho para ocupar a Delegacia de Trânsito foi do próprio secretário de Segurança Pública, Nixon Kennedy, e do delegado Geral de Polícia, Tito Guimarães. “Na verdade nós atendemos um pedido da população. Foi uma escolha conjunta. Todo esse entusiasmo e compromisso serão benéficos para a população que conhece e sabe o trabalho dele na polícia do estado”, disse Nixon Kennedy.

Secretário Nixon Kennedy fez a escolha de Ronaldo Coelho

Secretário Nixon Kennedy fez a escolha de Ronaldo Coelho

Polêmico como sempre, Ronaldo Coelho declarou que os acidentes no trânsito ocorrem pela imprudência dos motoristas. “Acidentes como o do ciclista que foi atropelado e morto na rodovia JK no domingo, e o da menina de dez anos que também morreu na JK terão os responsáveis punidos. O motorista deve dirigir como aprendeu na auto-escola. Será que isso é difícil? Eu quero inclusive deixar um recado: quem fugir do local do acidente vai ter sérios problemas com a gente. Eu não quero ninguém aqui pra enganar e mentir porque eu vou agir com toda rigidez da lei”, avisou. Os dois casos citados pelo delegado já tiveram inquéritos abertos.

Fotos: Cássia Lima

Compartilhamentos