Compartilhamentos

Jorge na coordenação

Votação de Jorge Amanajás

O ex-candidato ao Governo do Estado, Jorge Amanajás (PPS), que teve 7% dos votos no primeiro turno, não fechou apenas apoio político com a candidatura de Waldez Góes (PDT). É bem mais que isso. Pretende levar a experiência de 3 campanhas majoritárias para dentro da coordenação da campanha de Waldez. “Vou com a militância e com a minha experiência”, diz ele.

Waldez absolvido

A absolvição de Waldez Góes na ação criminal movida pelo Ministério Público no caso dos consignados tira do caminho 50% da insegurança jurídica em torno da candidatura de Waldez. Mas na ação cível, Waldez possui condenação em primeira instância. Uma segunda condenação por colegiado pode por em risco o registro de candidatura. Apesar disso, Waldez segue tranquilo em campanha e contabilizando apoios.

PR, PRB e PHS

Aline Gurgel (1)

A candidata a vice na chapa de Bruno Mineiro (PT do B), Aline Gurgel (PR), anuncia nesta quarta-feira, 8, para quem vai o apoio do grupo no 2º turno. Tendência é fechar com Waldez Góes (PDT). Anúncio será feito no gabinete da vereadora às 10h30.

Dalva

Apesar de 11 mil votos e de ser autora da PEC 111, Dalva Figueiredo se despede do Congresso. A PEC permite a transferência de 5 mil servidores do ex-território (hoje lotados em 4 prefeituras) para os quadros da União. Durante a campanha eleitoral vários candidatos a “pai da criança” apareceram.

Lucas

Davi

O que todo mundo quer saber é o destino de Lucas Barreto (PSD), ou melhor, quem ele vai apoiar no segundo turno. Seja qual for a decisão, ela será tomada pelo grupo que inclui o senador eleito Davi Alcolumbre (DEM). Aliás, Davi é o segundo senador que Lucas ajuda a eleger. O primeiro foi Randolfe, em 2010.

Compartilhamentos