Compartilhamentos

O segundo maior município do Amapá, Santana, teve um dia tranquilo de votação no 2º turno. Com apenas um pequeno problema na energia elétrica em uma escola em Santana e outra na foz do Rio Pirativa, os fiscais da 6º Zona Eleitoral não tiveram problemas graves no decorrer do dia. A não ser a substituição rápida de oitos urnas que apresentaram defeitos.

Segundo o coordenador do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em Santana, Gilvanildo Quaresma, o maior contratempo ocorreu por conta da falta de energia. “A Escola Estadual Maria Catarina, localizado no Bairro Novo Horizonte, teve um problema de energia das 9 horas às 10h:30min, o que atrasou um pouco a votação, mas a Companhia de Energia do Amapá (Cea) logo restabeleceu o sistema. Algo semelhante ocorreu na única seção do rio Pirativa, que por duas vezes ficou sem energia pela manhã. A comunidade só pode votar com tranquilidade depois das 10 horas”, explicou o coordenador.

Cartório Eleitoral de Santana com movimento tranquilo neste domingo

Cartório Eleitoral de Santana com movimento tranquilo neste domingo

Ao todo foram destacadas 209 urnas para atender todas as seções do município e mais oito de contingência para substituição de urnas com defeito. “Algumas urnas também tiveram problemas e foram trocadas. Todas as oito urnas extras foram usadas pela manhã”, acrescentou Gilvanildo.

Gilvanildo Quaresma, chefe do Cartório Eleitoral de Santana

Gilvanildo Quaresma, chefe do Cartório Eleitoral de Santana

Um dos casos de urnas com defeito aconteceu no maior colégio eleitoral de Santana, a Escola Estadual Professora Elizabeth Picanço Esteves, mas isso não atrasou a votação que aconteceu normalmente. “Tirando o problema com urna, que logo foi substituída, tudo ocorreu tranquilamente. Não houve filas e nem problemas com o sistema de biometria”, contou o coordenador geral das seções da escola, Levi Assis.

O ginásio poliesportivo de Santana, para onde eram encaminhadas pessoas que estavam burlando as leis eleitorais no primeiro turno, ficou vazio neste domingo. “No 1º turno foi baixa a movimentação também, tivemos apenas quatro casos de transporte irregularidades. E hoje está tudo deserto não tivemos nenhum problema ou denúncia a ser averiguada”, disse o delegado responsável, José Neto.

Compartilhamentos