Compartilhamentos

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) estima que o eleitor demore cerca de 1 minuto e 40 segundos para concluir a votação. A estimativa só leva em conta o momento em que o cidadão estará na cabine de votação para digitar seus votos. Para facilitar e diminuir o tempo nas urnas, o TRE-AP recomenda a utilização da “colinha” com os números dos candidatos. Os panfletos explicativos estão disponíveis nas 13  zonas eleitorais do estado. A distribuição do material é gratuita.

No próximo domingo, 5 de outubro, serão eleitos deputados estaduais e federais, senador, governador e o presidente da República. É nessa ordem que os números devem ser digitados nas urnas. Ao todo, o eleitor apertará 21 teclas, caso não cometa nenhum erro. No dia das Eleições, as sessões eleitorais abrirão às 8h e a votação encerra às 17h. Porém, o eleitor que estiver na fila as 17h, tem o voto garantido porque receberá senha para votar.

São obrigados a votar, segundo a Constituição Federal os maiores de 18 anos e menores de 70. Menores de 18 anos, maiores de 70, além de analfabetos, votam apenas se quiserem, pois o voto deles é facultado.

Quem perdeu o titulo pode votar com outro documento oficial desde que tenha foto como Carteira de Identidade, Passaporte e Carteira de Trabalho. Para aqueles que estiverem viajando dentro do território nacional, a justificativa do voto pode ser feita em qualquer sessão eleitoral onde estiver. As pessoas que estiverem fora do país terão até trinta dias após o retorno para se dirigirem a qualquer cartório eleitoral para fazer a justificativa.

Para os eleitores que não puderem votar por algum motivo terão 60 dias  para fazer a justificativa em qualquer cartório eleitoral do País.

Segundo o assessor Jurídico do TRE, José Seixas, a legislação eleitoral permite a manifestação individual e silenciosa podendo o eleitor fazer uso de camisa do candidato, adesivo e boton para votar. É proibido qualquer tipo de ato que configure campanha eleitoral, como a distribuição de santinhos, por exemplo. A cola é permitida, mas não pode ser distribuída, pois constitui crime de boca de urna.

Compartilhamentos