Compartilhamentos

O governador eleito do Amapá, Waldez Góes (PDT), atendeu a imprensa depois do resultado oficial das eleições para falar sobre os seus primeiros passos a partir de 1º de janeiro. Ele começou agradecendo os votos e a confiança do povo do Amapá. Isso, segundo ele, mostra que seu governo de oito anos deixou bons frutos. Waldez afirmou que mesmo antes de assumir o governo, vai reunir com os prefeitos dos 16 municípios do Amapá para traçar as parcerias visando o crescimento do Estado.

Waldez afirmou que o primeiro município a receber providências será Oiapoque. “Quando eu saí do governo há quatro anos, a BR-156 tinha um atoleiro de três quilômetros. Em 2014 a população teve problemas com o mesmo atoleiro. Não podemos deixar essa população sofrer tanto assim. Por isso, mesmo não tendo assumido, conversarei com o prefeito do município e com o Dnit, para evitar que no inverno de 2015 a população volte a sofrer com o mesmo atoleiro”, garantiu.

Militância do PDT compareceu ao pronunciamento do governador eleito

Militância do PDT compareceu ao pronunciamento do governador eleito

Para o início de 2015, Waldez disse que tem algumas prioridades, como a reativação do Grupo Tático Aéreo (GTA) e a reestruturação de escolas e hospitais. “Não tenho tempo para ficar falando que vou ajustar a casa antes de começar. Tenho que arregaçar as mangas e colocar o plano de governo em prática já nos primeiros meses, pois a população do Amapá não tem tempo para esperar”, acrescentou.

Outra prioridade será a abertura para que empresas possam vir para o Estado trazendo desenvolvimento econômico. “Passamos por um período em que os impostos eram cobrados antes das vendas e muitas empresas faliram. Pois além dos impostos federais, os locais impossibilitavam que as empresas enxergassem no Amapá um local de investimento. Essa é uma das promessas para o primeiro ano de governo. Vamos aproveitar os benefícios da Área de Livre Comércio para melhorar a nossa economia”, concluiu Waldez.

Compartilhamentos