Compartilhamentos

A mulher que teve quase todo o corpo queimado pelo genro no município de Vitória do Jari, Sul do Amapá, continua em estado grave no Hospital de Emergência, em Macapá. Ana Castro Brandão, de 73 anos, discutiu com o genro, Benedito Viana da Silva, 32 anos, que revoltado jogou gasolina e ateou fogo nela.

Idosa de 73 anos demorou para receber atendimento

Idosa de 73 anos demorou para receber atendimento. Foto: PM

De acordo com informações do Hospital de Emergência, Ana Castro corre risco de morrer em decorrência das queimaduras. Segundo um enfermeiro do setor de queimados do HE, Ana demorou muito para receber atendimento adequado, e isso pode fazer a diferença no tratamento.

O delegado de Vitória do Jari que investiga o caso, Leandro Moisés, continua fazendo buscas para tentar prender o acusado, que depois do crime desapareceu. “A Justiça já autorizou a prisão preventiva do Benedito. Agora só falta encontrá-lo para prender”, disse.

Benedito mora em uma área rural de Vitória do Jari com a família, onde trabalha como agricultor. Segundo as primeiras apurações da polícia, a esposa de Benedito precisou fazer uma cirurgia e estava se recuperando na casa da mãe. Na última quarta-feira, 26, Benedito foi buscar a esposa, mas a sogra não deixou ele levar a mulher, foi quando ele cometeu o crime.

Compartilhamentos