Compartilhamentos

Policiais do Grupo Tático Aéreo (GTA), com apoio do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil (NOI), estouraram o cativeiro da adolescente de 15 anos que estava em poder de sequestradores havia mais de 24 horas. Um homem foi preso.

Carlos Roudão foi preso no local do cativeiro

Carlos Roudão foi preso no local do cativeiro

O cativeiro ficava na Rua 6, do Bairro Marabaixo I, Zona Oeste de Macapá, na sede da empresa de vigilância noturna AGV. O proprietário, Carlos Augusto Roudão da Conceição, foi preso em flagrante no local. Foram encontradas armas e roupas pretas semelhantes às usadas pelos bandidos que sequestraram a menina na noite da última segunda-feira, 3, no Bairro Açaí.

A operação foi comandada pelo delegado Celso Pacheco, do GTA. Os sequestradores haviam feito dois contatos na segunda-feira determinando o valor do resgate, mas mantiveram o silêncio durante a maior parte do dia de hoje. À noite, em novo contato, os policiais conseguiram rastrear a ligação e chegar ao cativeiro.

Policiais invadiram a casa e encontraram a menina presa em um dos cômodos juntos com o acusado. Um outro homem teria fugido pulando o muro na parte de trás da casa. Carlos Augusto Roudão da Conceição foi levado para o Ciosp do Pacoval. Apesar de muito assustada, a menina não tinha ferimentos aparentes.

A polícia acredita agora que com o depoimento dele seja possível chegar aos outros sequestradores. Ele prestava serviços de vigilância noturna em motos pelas ruas e avenidas do Marabaixo. Os moradores pagavam pela suposta vigilância.

Compartilhamentos