Compartilhamentos

A equipe de transição do governo eleito fez mais uma tentativa de conseguir a nomeação dos servidores públicos que ainda não foram nomeados pelo governador Camilo Capiberibe (PSB) para compor a comissão. Coordenadores da equipe se reuniram com o chefe de gabinete do Palácio do Governo, Décio Magalhães (foto acima), para chegar a um acordo que agilize a transição e atenda outros pedidos feitos pela equipe de Waldez Góes (PDT). A promessa é de que na próxima segunda-feira, dia 1º, as nomeações sejam realizadas.

A equipe do governador eleito, Waldez Góes, foi representada pelo vice-governador eleito, Papaléo Paes (PP), Narson Galeno e Horácio Magalhães. A maior dificuldade da transição vem sendo a demora na nomeação dos quase 50 nomes membros da comissão indicados pelo governo eleito. Muitos são servidores públicos e já estão recebendo falta nos órgãos onde são lotados. Os coordenadores da equipe foram nomeados no último dia 14.

Coordenadores Narson Galeno, Papaléo Paes e Horácio Magalhães

Coordenadores Narson Galeno, Papaléo Paes e Horácio Magalhães. Fotos: Ascom/Transição

A senha do sistema de gestão do orçamento, o Siplag, também não foi liberada ao governador eleito, apesar de uma decisão do desembargador Carlos Tork proferida esta semana. “Sem essa providência, as informações sobre a real situação financeira e orçamentária ficam limitadas, visto que nem todos os dados que interessam à equipe do novo governo podem ser obtidos no Portal da Transparência”, diz uma nota publica pela equipe de transição.

Na reunião foi acertado que as nomeações serão realizadas na segunda-feira e no mesmo dia haverá a primeira reunião entre as duas equipes completas na sede da Superintendência da Caixa Econômica Federal, em Macapá. “No geral, a reunião (de hoje) foi produtiva e esperamos que o que foi dito pelo coordenador do atual governo seja cumprido de fato, e que os entraves que estamos encontrando na transição sejam finalmente superados, afinal o governador Camilo sempre faz questão de dizer que valoriza a transparência na gestão da coisa pública e a transição é um momento em que a transparência é um valor fundamental”, declarou Papaléo.

A equipe do governo eleito diz que ainda que os compromissos assumidos por Délcio Magalhães sejam cumpridos a partir de segunda-feira, a transição amapaense continua atrasada em relação aos demais estados brasileiros.

Compartilhamentos