Compartilhamentos

 

Um cadeirante levou um tiro na cabeça e está internado em estado grave no Hospital de Emergência de Macapá. Ele foi ferido durante uma tentativa de assalto que terminou em tiroteio entre a vítima, um sargento do Corpo de Bombeiros, e o criminoso que foi linchado por populares.  No momento da troca de tiros, a Praça da Caixa D’água do Buritizal estava cheia de crianças brincando em um parquinho. Pais entraram em pânico ao tentar retirar os filhos dos brinquedos em meio à confusão.

O tiroteio ocorreu por volta das 20 horas. De acordo com a polícia, Lucas da Silva Leão, de 29 anos, tentou assaltar o sargento Manoel Dantas que estava armado e reagiu. Os dois trocaram tiros. O militar foi ferido no punho e no ombro. O assaltante chegou a usar uma mulher como escudo e na tentativa de fuga foi atingido por uma bala na região dos glúteos.

Já sem balas no revólver, o bandido foi dominado por poulares e bastante agredido. Ele foi salvo pela polícia e levado para o HE onde recebeu tratamento e também está internado.

O sargento levou um tiro no punho e outro no ombro. A bala atravessou o punho, mas outra ficou alojada no ombro. “Por enquanto não há indicação para cirurgia. Ele está bem e conversa normalmente”, informou o capitão Lobato, do Corpo de Bombeiros.  A polícia desconfia que o bandido sabia que Manoel Dantas estava armado e por isso tentou o assalto. O objetivo seria a arma do militar.

 

 

Já Ruan Washington Araújo Oliveira, de 22 anos, foi atingido na testa por uma bala perdida. No início do ano, ele teve uma das pernas amputada depois de sofrer um grave acidente de moto.

Ruan é evangélico e tinha saído da igreja com a namorada. Os dois estavam na praça lanchando quando toda a confusão começou. Segundo os médicos, o estado dele é gravíssimo.

 

Compartilhamentos