Compartilhamentos

Depois que foi confirmado o primeiro caso de zika vírus (ZikV) no Estado do Pará, no início do mês de junho, a Secretaria de Estado da Saúde do Amapá (Sesa) se antecipou e formulou uma Nota Técnica apontando os procedimentos que devem ser adotados nos casos de suspeitas da doença. Assim como a dengue e a chikungunya, o zika também é transmitido pelo mosquito aedes aegypti.

De acordo com a Nota Técnica, serão criadas quatro unidades chamadas de vigilância sentinela, que serão a porta de entrada dos pacientes. Adultos ou crianças que apresentarem sintomas da doença deverão ser encaminhados ao Hospital da Criança e do Adolescente/ Pronto Atendimento Infantil (HCA/PAI), Hospital de Emergência (HE), Hospital Estadual de Santana (HES) ou à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Norte.

A UPA da Zona Norte será uma das unidades sentinelas

A UPA da Zona Norte será uma das unidades sentinelas

Essas unidades sentinelas estarão preparadas para o cumprimento do protocolo de atendimento, com acolhimento, encaminhamento ao médico, coleta de amostra biológica para exame, respeitando rigorosamente os critérios clínicos da doença e tratamento.

“Como somos um estado vizinho ao do Pará e recebemos um número expressivo de paraenses, nos antecipamos com essas ações. Não podemos apenas assistir a doença se aproximar, mesmo que tenha evolução benigna, como anunciou o Ministério da Saúde”, informou o secretário de Saúde, Pedro Leite.

A nota prevê ainda, informações sobre transmissão, manifestações clínicas, sintomas e tratamento da doença. Segundo o Ministério da Saúde, a evolução da febre por zika vírus é benigna, com um período de incubação de aproximadamente quatro dias e os sintomas podem durar até sete dias. O tratamento é sintomático e a Sesa orienta procurar o serviço de saúde para condução adequada.

Sintomas – a doença é caracterizada por febre baixa, hiperemia conjuntival (olhos vermelhos) sem secreção e sem coceira, dores em articulação e erupção cutânea com pontos brancos ou vermelhos, dores musculares, dor de cabeça e dor nas costas.

Compartilhamentos