Compartilhamentos

Os problemas que o município de Santana vem enfrentando nos últimos dois anos foi motivo de uma reunião entre a deputada federal professora Marcivânia (PT) e o prefeito Robson Rocha (PR), na segunda-feira, 06. Hoje, a paralisação de várias obras no município é o principal entrave que a prefeitura tem que administrar. O encontro, que parecia impossível devido a brigas políticas, aconteceu com o objetivo de reerguer Santana. A reunião também serviu para mostrar que a parlamentar petista não tem rancor, e quer ajudar a cidade.

O prefeito Robson Rocha disse que encontra dificuldades para continuar as obras deixadas pela gestão passada, entre elas a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), localizada no bairro Fonte Nova, a Unidade Básica do Paraíso, além da manutenção e funcionamento do Terminal Pesqueiro. A deputada Marcivânia tomou a iniciativa de procurar o prefeito e oferecer ajuda institucional, para que as obras sejam retomadas.

A reunião aconteceu na prefeitura e foi por iniciativa de Marcivânia

A reunião aconteceu na prefeitura e foi por iniciativa de Marcivânia

Robson afirmou que precisa do apoio da deputada para conseguir alavancar alguns serviços. A deputada Marcivânia disse que vai dar atenção especial às demandas do município. Na reunião, a parlamentar também tratou de assuntos relacionados diretamente a saúde, educação e pavimentação de vias de Santana, que enfrenta também falha na coleta de lixo, atraso de pagamento dos servidores, falta de passe livre estudantil entre outros problemas.

Quanto às emendas parlamentares, a deputada afirmou que para este ano foram destinados, através do Mandato do Povo, R$ 10 milhões para o Amapá. Sendo que R$ 2,5 milhões são para construir passarelas nos bairros Remédios, Área Portuária, Provedor e Elesbão. Ela também garantiu R$ 1 milhão para a construção do Polo da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) em Santana, que vai garantir a implantação do curso de Geologia no município. O restante dos recursos será aplicado nas áreas da educação, saúde e cultura dos municípios de Macapá e Mazagão. Além disso, a parlamentar iniciou o processo de Emenda Participativa, que discute com a população, o destino de R$ 7 milhões de reais.

A deputada Marcivânia tem recursos de emendas destinadas a Santana

A deputada Marcivânia tem recursos de emendas destinados a Santana

“Cabe ao executivo municipal o acompanhamento e disposição para que as emendas sejam concretizadas. Os cidadãos dizem o que querem e como querem. Assim, se o gestor de Santana quiser ajudar a materializar a vontade popular, tem aí uma grande oportunidade”, afirmou a parlamentar.

“Como parlamentar, estou colocando o meu mandato a disposição de Santana para ajudar no que for preciso, principalmente, na destinação de recursos via emendas e articulações junto aos ministérios. O que passou, como nos trataram nas eleições passadas para a prefeitura, é matéria judicial agora, e a justiça é quem vai resolver. Agora temos que olhar pra frente, entender que a cidade foi determinante para termos um mandato e que clama por socorro. O que eu puder fazer eu vou fazer. Quero ajudar a minha cidade e vou buscar fazer isso por todos os meios possíveis, com a emenda participativa, conversando com povo, via governo estadual, e se o prefeito fizer a sua parte, quero ajudar via a prefeitura de Santana também”, concluiu Marcivânia.

 

Compartilhamentos