Compartilhamentos

Jair Zemberg –

A Polícia Militar já tem a identificação da mulher que fotografou o momento da prisão de um dos assaltantes da agência dos Correios, no Bairro Universidade, em Macapá, na tarde desta quinta-feira, 8. A foto estava no celular de Davizinho, um dos assaltantes e que foi preso mais tarde no Conjunto Mucajá, no Bairro do Beirol. Junto com as fotos havia instruções dela para que ele fugisse.

A tentativa de assalto ocorreu por volta das 14 horas, na Avenida Amadeu Gama. Depois que o vigilante desarmou o assaltante de 16 anos, Davizinho, de 17 anos, fugiu da agência porque estava com uma arma de brinquedo, chamada de simulacro no jargão da polícia.

“A sorte do vigilante foi que o Davizinho estava com a arma de brinquedo. Se não ele teriado atirado” disse um policial.

O momento da prisão, já pela PM, foi fotografado (imagem acima) pela comparsa da dupla, encarregada de repassar as informações sobre o movimento no interior da agência e assim facilitar o assalto. Um dos policiais percebeu quando uma mulher se aproximou e fez a foto com o celular do adolescente algemado e sendo encaminhado para a viatura.

Davizinho em foto tirada nesta quinta, 8: de volta ao Cesein

Davizinho em foto tirada nesta quinta, 8: de volta ao Cesein

Quando Davizinho foi preso, em um dos apartamentos do Conjunto Mucajá, uma hora depois, a polícia encontrou no celular dele as fotos enviadas por ela. A comparsa avisava da prisão, e que Davizinho precisaria fugir do Mucajá o quanto antes por que não era seguro. Não deu tempo.

A mesma mulher, de acordo com a PM, teria participado de um assassinato dentro do Mucajá, e é suspeita também de cometer assaltos junto com Davizinho, que já voltou para o Centro Socioeducativo de Internação Masculina (Cesein), e onde estava foragido havia apenas dois meses.

Entre as vítimas que apareceram ontem na Delegacia de Investigação de Atos Infracionais (Deiai) para fazer o reconhecimento dos criminosos, estava um polícia militar que mora no conjunto. Ele teve o apartamento invadido por Davizinho durante um assalto. A arma e o notebook do policial foram roubados nesse dia.

Compartilhamentos