Compartilhamentos

O bandido conhecido como Gê, acusado de ter atirado no rosto do dono de uma amassadeira de açaí na última quarta-feira, 18, foi morto numa operação do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM) na manhã desta quinta-feira, 19, em Macapá. Ele deu dois tiros na guarnição do BRPM, mas nenhum policial se feriu.

A operação ocorreu por volta 10h depois que os policiais receberam uma denúncia anônima de que havia homens armados numa área de pontes do Bairro Cidade Nova, na continuação da Avenida Piauí. Eles estariam efetuando roubos no local.

Gê era fugitivo do Cesein e participou de assalto com reféns este ano. Ontem baleou um comerciante

Gê era fugitivo do Cesein e participou de assalto com reféns este ano. Ontem baleou um comerciante

Quando os policiais chegaram ao local encontraram com o grupo em uma passarela. Um deles, Josafá Márcio Vasconcelos dos Santos, o Gê, atirou duas vezes na direção da equipe, enquanto o restante do bando fugia pelo lago.

No revide, Gê foi atingido várias vezes e levado para o Hospital de Emergência de Macapá aonde veio a óbito. Com ele o BRPM encontrou um revólver calibre 38 e duas munições deflagradas.

Gê estava foragido desde o dia 13 de outubro do Centro Socioeducativo de Internação Masculina (Cesein), onde cumpria medida (pena) por assalto com reféns em uma farmácia no Bairro do Laguinho.  

Na quarta-feira, ele baleou no rosto o dono de uma amassadeira no Bairro do Perpétuo Socorro, próximo da Caesinha.

Compartilhamentos