Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA – 

A praça Barão do Rio Branco passou a ser um dos locais mais visitados pelos macapaenses e também por pessoas de outras localidades que estão de passagem pela capital. É que a praça, uma das mais antigas da cidade, foi toda iluminada com temas natalinos atraindo os olhares curiosos. São mais de 600 estrelas e outros enfeites que lembram o Natal.

Árvores de Natal gigantescas foram montadas na praça

Árvores de Natal gigantescas foram montadas na praça

O projeto é fruto de uma parceria entre comerciantes, prefeitura de Macapá e governo do Estado, que também promovem uma festa de cores e luzes que enfeitam toda a rua Cândido Mendes, principal via do centro comercial da cidade. Esse ano os enfeites, que tradicionalmente ficam na Praça Veiga Cabral, foram transferidos para a Praça do Barão porque a mesma passa por reforma estrutural.

A casa do Papai Noel é maior que a do ano passado. Fotos: André Silva

A casa do Papai Noel é maior que a do ano passado. Fotos: André Silva

As crianças são as que mais se divertem. Muitos pais levaram os filhos para se divertirem com as imensas estruturas de ferro revestidas por luzes de várias cores.

“Minha filha está adorando. Quando chegamos aqui ela ficou eufórica. Queria ver tudo, o papai Noel, as duas árvores que estão lindas e brincar nos balanços. Está tudo bonito e muito aconchegante. Estou aproveitando para passear com a família e apreciar essa beleza”, disse o vendedor Arno Moita, de 31 anos.

Casal leva a filha para ver as luzes de Natal na praça Barão do Rio Branco

Casal leva o filho para ver as luzes de Natal na praça Barão do Rio Branco

A praça Barão do Rio Branco ganhou a maior ornamentação natalina de sua história. Mais de 600 estrelas e outros objetivos decorativos iluminam o local com uma cascata de cores. Duas árvores de Natal gigantescas foram montadas e a casinha do Papai Noel ficou maior do que a do ano passado.

A praça foi toda iluminada  em uma parceria entre comerciantes e poder público

A praça foi toda iluminada em uma parceria entre comerciantes e poder público

Compartilhamentos