Compartilhamentos

HUMBERTO BAÍA, DE OIAPOQUE

A cidade de Oiapoque também tem carnaval. Depois que o governo do Amapá anunciou que não tinha dinheiro para ajudar na festa, as secretarias municipais reuniram os blocos e uma escola de samba para fazer um grande arrastão pelas ruas da cidade. Tudo para não quebrar a tradição. E a ideia deu certo.

Arnaldo Balarine foi escolhido o novo Rei Momo

Arnaldo Balarine foi escolhido o novo Rei Momo

Neste domingo, 7, a Escola de Samba Unidos da Fronteira arrastou vários blocos pelas ruas da cidade. Mas antes de a festa foi entregue a chave da cidade ao Rei Momo, que neste ano foi o professor universitário Arnaldo Balarine. O novo rei decretou aberta a folia na fronteira. Blocos mirins também fizeram um desfile.

????????????????????????????????????

Um dos blocos que desfilaram pelas ruas e Oiapoque. Fotos: Humberto Baía

Mesmo com pouco recursos, as secretarias de Obras, Turismo e Cultura conseguiram montar um palco no centro do município e organizar uma espécie de passarela do samba. Quem também brilhou durante o desfile foi a musa da Escola de Samba Unidos da Fronteira, Iara Maciel, que é indígena da aldeia Estrela, etnia Karipuna. Ela arrancou muitos aplausos por onde passava. 

Amigos participaram dos blocos. Folia termina só nesta segunda-feira, 8.

Blocos mirins participaram. Folia termina só nesta segunda-feira, 8.

A programação do carnaval em Oiapoque termina nesta segunda-feira, 8, com mais arrastão pelas ruas. “Queremos ver todos alegres e com prudência neste carnaval”,  diz a secretária de Cultura, Raquel Soares. 

Compartilhamentos