Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

E a onda de violência não para no Amapá. Depois de tantas mortes no trânsito e homicídios durante o período de carnaval, um homem foi executado com um tiro na nuca na frente da esposa no Bairro Universidade, na Zona Sul de Macapá. O crime ocorreu no início da tarde desta quarta-feira, 10.

Já passava de meio-dia. Bruno William Lopes, 26 anos, estava com a mulher em casa na Passagem Gonzaguinha, área de pontes do Bairro Universidade, quando a residência foi invadida por um homem identificado apenas como “Negueba”.

Crime ocorreu na Passagem Gonzaguinha, área de pontes do Universidade. Fotos: Olho de Boto

Crime ocorreu na Passagem Gonzaguinha, área de pontes do Universidade. Fotos: Olho de Boto

O comparsa dele, identificado inicialmente como “Joel”, teria ficado do lado de fora da casa vigiando a movimentação, segundo a esposa da vítima relatou para a polícia.

“Os dois estavam ali para cobrar uma arma de fogo. Ainda não sabemos direito qual foi o negócio que eles fecharam, mas estavam querendo a arma que estaria em posse da vítima”, explicou o tenente Olímpio, do 1º Batalhão da Polícia Militar.

Agentes da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa (Decipe) estiveram no local

Agentes da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa (Decipe) estiveram no local

Bruno foi morto com apenas um tiro e caiu de bruços na cama do casal. Esposa presenciou todo o crime e entrou em desespero gritando por socorro.

Os dois criminosos conseguiam fugir. A Polícia Militar isolou a área. Cerca de 40 minutos depois, da Polícia Técnica (Politec) chegou ao local para fazer a perícia.

Polícia Militar fez incursões, mas não localizou os acusados que já são conhecidos

Polícia Militar fez incursões, mas não localizou os acusados que já são conhecidos

Apesar da morte envolver a cobrança de uma arma de fogo, a vítima não tinha passagem pela polícia. A PM diz que a dupla de homicidas já é conhecida. 

Compartilhamentos