Compartilhamentos

Desde a última quinta-feira, 11, o banheiro que nunca foi usado no entorno da Fortaleza de São José, em frente ao Banco do Brasil, no Centro, recebe o serviço de drenagem da água acumulada. Uma bomba instalada pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult), responsável pelo local, realiza o serviço permanente. Apesar de engenheiros do Estado recomendarem a demolição, a Secult decidiu manter a estrutura.

Apesar dos moradores do Centro sugerirem que o espaço se torne um posto da Polícia Militar, a destinação do espaço ainda é incerta. Nos últimos 10 anos, o lugar foi apenas local de água parada, uma situação que sempre se agrava durante as chuvas.

Drenagem da água da chuva e do rio. Fotos: Cássia Lima

Drenagem da água da chuva e do rio. Fotos: Cássia Lima

“Moro aqui no Centro há 11 anos e esse banheiro nunca foi usado. Ao contrário, sempre foi lugar de água parada, lixo e bandidos. Não passo por aqui a noite devido a escuridão e o perigo. Sou a favor que esse espaço seja transformado em um posto da PM”, sugeriu o representante comercial, Pedro Rodrigues, de 58 anos.

Pedro Rodrigues: posto da Polícia Militar

Pedro Rodrigues: posto da Polícia Militar

De acordo com técnicos que estavam no local nesta manhã, a água acumulada é da chuva e do próprio Rio Amazonas. Apesar dos profissionais não terem autorização para dar entrevista, eles explicaram que a construção está um nível abaixo do rio, acumulando águas fluviais que não tem como escoar.

Por enquanto a bomba continuará retirando a água acumulada. A Secult está em processo de análise para a destinação do lugar.

Compartilhamentos