Compartilhamentos

 

DA REDAÇÃO

Um assalto no município de Santana terminou em perseguição policial pelas ruas do Bairro do Pacoval, em Macapá, na noite desta sexta-feira, 11. Dentro do carro estava uma gangue de menores, incluindo uma garota que também foi apreendida. Um dos menores foi morto numa troca de tiros com policiais do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM).

O crime aconteceu no início da tarde. Dois bandidos invadiram a residência e dois ficaram dentro do carro dando apoio. Os assaltantes estavam armados e agiram com violência. Um deles apontou uma arma de fogo na cabeça de uma criança de apenas três anos para forçar os moradores a entregar o que o tinham. Eles fugiram levando celulares, relógios e aparelhos eletrônicos.

Revólver usado no assalto e contra a polícia

Revólver usado no assalto e contra a polícia

À noite, já em Macapá no Bairro do Pacoval, o motorista do carro, um Prisma vermelho de placas NEY-1071, perdeu o controle do veículo e bateu em um muro. Nesse momento passava uma viatura do BRPM que decidiu fazer a abordagem.

O motorista tentou fugir com o carro, mas foi alcançado pela viatura na Avenida Piauí. Três rapazes e a menina, que tem 17 anos, se entregaram. Um dos assaltantes, identificado depois como Eliebson dos Santos, de 17 anos, fugiu por uma área de pontes.

Carro usado pelos criminosos

Carro usado pelos criminosos

“Ele começou a atirar na equipe e no revide ele atingido. Pegaram ele ainda com vida e levaram até o Hospital de Emergência, mas é difícil resistir a tiro de ponto 40”, informou o comandante do BRPM, tenente-coronel Carlos Matias.

Todos os bandidos, que são menores, foram entregues na delegacia de polícia de Santana. Eliebson ainda não tinha passagem pela polícia.

“Eles são novos no crime. O que acontece muito hoje é que tiramos uma quadrilha de circulação e outra surge logo formada por menores. E tem sido cada vez mais comum a participação de mulheres nesses grupos”, enfatizou o comandante.

Eliebson ainda não tinha passagem pela polícia

Eliebson ainda não tinha passagem pela polícia

Compartilhamentos