Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) em Macapá comemora 50 anos em 2016. Para comemorar o jubileu, a instituição se prepara para uma grande festa com a comunidade, e o prédio da associação passou por reforma em sua estrutura física.

A Apae Macapá foi fundada em 1966. Em 1974, se filiou à Federação Nacional das Apaes. Hoje, a associação atende 625 alunos. São crianças com deficiências múltiplas físicas e de primeiro ao quinto ano do ensino especial. A Apae também congrega alunos que não sofrem de nenhuma deficiência.

Apae

Instituiçāo se mantém por meio de doações. Fotos: André Silva

A instituição se mantém por meio de doações feitas por entidades públicas, privadas e da sociedade. O governo do Estado é um dos principais parceiros. A Secretaria de Educação cede professores, pedagogos e técnicos.

Prédio passou por recente reforma

Prédio passou por recente reforma para melhor atender ao público

Além dos profissionais da educação, a Apae também conta com uma equipe multidisciplinar que inclui enfermeiros, médicos psiquiatras, odontólogos, professores de educação física, assistentes sociais e psicólogos. Mas, nem sempre foi assim.

Abel Mendes, presidente da Apae: em 2014 a Apae estava completamente sucateada

“Quando cheguei aqui, em 2014, a Apae estava completamente sucateada. Sem credibilidade com a sociedade, impossibilitada de acessar recursos com parceiros porque a instituição não tinha certidão de nenhum órgão público, como Receita Federal ou Tribunal de Contas do Estado”, ressalta Abel Mendes, presidente da Apae Macapá. 

Segundo ele, a última gestão não conseguiu fechar parceria com nenhuma entidade e isso levou a Apae ao ‘fundo de poço’. Agora, após a reforma, a instituição tem a possibilidade de prestar um melhor atendimento à sociedade.

Coordenadora pedagógica

Coordenadora pedagógica, Esmeralda Pontes: nossa proposta pedagógica é o socioconstrutivismo

“Nossa proposta pedagógica aqui é o socioconstrutivismo. A partir de um objeto material, concreto, nós trabalhamos a multidisciplinaridade com o aluno. Português, matemática, são todos trabalhados com essa proposta. O professor acaba sendo o mediador do ensino para o aluno”, explica a coordenadora pedagógica, Esmeralda Pontes.

A associação conta com 5 unidades no Amapá, em Santana, Macapá, Laranjal do Jari, Vitória do Jari e a mais nova, em Oiapoque, criada esse ano. Com a inauguração da quinta unidade, existe a possibilidade de ser criada a Federação das Apaes no Amapá.

Espaço conta com piscina para atividades com os alunos

Espaço conta com piscina para atividades com os alunos

A Apae comemora aniversário de cinquenta anos em 27 de setembro. Um grande show com artistas da terra será oferecido a comunidade.

Compartilhamentos