Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Depois de dois dias de julgamento, os jurados consideraram culpados os policiais militares acusados de matar dois irmãos em 2012 no balneário da Fazendinha, em Macapá.

O julgamento começou na segunda-feira, 9, e foi suspenso no fim da noite. No início da manhã desta terça-feira, 10, ele foi retomado. No total, foram ouvidas 13 testemunhas de defesa e acusação.

O duplo homicídio ocorreu às 6h do dia 21 de janeiro. As vítimas foram os irmãos Marcelo e Uilian Calandrini Sidônio, de 20 anos e 27 anos, respectivamente. Segundo a polícia, houve uma briga generalizada no bar onde eles estavam.

Marcelo Sidônio morreu com três tiros ainda no local. Já Uilian, que levou dois tiros, morreu no Hospital de Emergência.

Irmāos foram mortos ao se envolveram em uma briga de bar. Foto: Arquivo familiar

Irmāos foram mortos ao se envolver em uma briga de bar. Foto: Arquivo familiar

Os acusados são os policiais Alex Alfaia e Márcio André Andrade, que estava no bar de folga. A defesa afirmou que eles não participaram da briga e nem atiraram nos irmãos. O tiros teriam sido disparados de um carro que passava pelo bar. 

Alex Alfaia foi condenado a 16 anos de prisão e perda da função pública. Márcio André, que teria dado fuga a Alex, foi condenado a 7 anos de prisão. Eles irão recorrer da sentença em liberdade.

Compartilhamentos