Compartilhamentos

HUMBERTO BAÍA

Depois de fazer mistério e afirmar que era candidato à reeleição, o prefeito de Oiapoque, Miguel Caetano (PDT), desistiu de concorrer  a mais um mandato. Alegando problemas de saúde, desta vez ele afirma que a decisão é definitiva.

O anúncio foi feito na segunda-feira, 18. Além de desistir da corrida, o prefeito ‘Miguel do Posto’, como é conhecido, diz que vai pedir licença e cuidar da saúde.

Miguel do Posto assumiu a prefeitura em 2012,  e, apesar da crise, costuma dizer que conseguiu manter os principais serviços da cidade em dia, como limpeza, educação e saúde, além do salário dos servidores públicos. Na semana que vem, ele anunciou que pagará a primeira parcela do décimo terceiro salário.

O prefeito abriu o ramal da Vila Vitória, segunda maior comunidade de Oiapoque, diminuindo o percurso entre a sede do município e o distrito em 12 quilômetros. E ainda inaugurou duas escolas no município, tudo com recursos próprios.  

Enoque Galvão, do PT do B, deve ter um vice do PDT. Foto: Arquivo

Enoque Galvão, do PT do B, deverá ter um vice do PDT. Foto: Arquivo

“As dificuldades são grandes, mas fiz o que pude, espero que o novo prefeito possa fazer melhor”, disse o prefeito.

Outros três candidatos também estão na corrida pela prefeitura de Oiapoque: Maria Orlanda Marques Garcia (PSDB), Enoque Galvão (PT do B), Joacy Rabelo (PSB) e Artur do Areal (PP).

As convenções começam no dia 20 de julho com prazo final em 5 de agosto. Este ano o período de campanha será de 45 dias. Os candidatos precisam observar as novas resoluções da Justiça Eleitoral para não cometer crimes e escapar das pesadas multas.

O PDT de Oiapoque seguirá na campanha eleitoral, mas como vice na chapa de Enoque Galvão. O nome ainda não foi anunciado.

Compartilhamentos