Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Era pra iniciar na manhã desta segunda-feira, 11, as obras de conclusão do Conjunto Habitacional do Bairro Congós, na Zona Sul de Macapá. Mas o canteiro de obras continua sem trabalhadores e máquinas, tudo parado, assim como um criadouro enorme de mosquito da dengue que tem no local. O espaço está completamente abandonado.

A obra iniciou em 2011 e abrigaria 397 famílias, mas que está tirando o sono de muita gente, servindo de local para consumo de drogas e esconderijo de bandidos. E apesar de estar localizada bem em frente ao Ciosp do bairro, muitas pessoas reclamam da bandidagem.

Corda é usada para amarrar a entrada do canteiro de obras. Fotos: Cássia Lima

Corda é usada para amarrar a entrada do canteiro de obras. Fotos: Cássia Lima

“À noite isso aqui é uma escuridão terrível, depois das 21h ninguém quer mais passar por aqui. Já soubemos até de festa de drogados aí dentro”, contou um morador que preferiu não se identificar.

O conjunto está com 70% da obra pronta e contempla 7 blocos, mas janelas, portas, cabos elétricos e até vasos foram roubados da construção que fica “trancada” com uma corda. Além de um enorme criadouro de mosquito Aedes aegytpi. Veja o vídeo.

A construção está parada há três anos devido a mudança da obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para o programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, a atrasos no pagamento do governo e a outras burocracias da Construtora Alfa, que ganhou a licitação da obra.

Água empoçada

Água empoçada em cisterna e muito mato em área do conjunto habitacional

De acordo com o último planejamento divulgado pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf), as obras retomariam hoje, mas isso não ocorreu. Segundo o engenheiro civil da construtora, o projeto de término da obra ainda não ficou pronto.

Compartilhamentos