Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Reunido com representantes de 32 sindicatos de servidores do Estado na tarde dessa quinta-feira, 28, o governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), anunciou que a primeira parcela dos salários de julho estará disponível nos bancos nesta sexta-feira, 29. Foi confirmado também que os bancos adiarão a cobrança dos empréstimos referentes ao décimo terceiro salário.

O governo irá pagar 60% do salário, e o restante foi confirmado para o dia 10 de agosto.

Também estavam no encontro representantes do Banco do Brasil, Bradesco e Caixa Econômica Federal. Os bancos informaram que estão renegociando com os servidores o desconto dos empréstimos feitos como antecipação da primeira parcela do décimo terceiro.

Waldez conversa com representantes dos sindicatos de servidores. Fotos: Ariele Martins/Secom

Waldez conversa com representantes dos sindicatos de servidores. Fotos: Ariele Martins/Secom

Tradicionalmente muitos servidores procuram os bancos e fazem empréstimos acreditando que em julho o Estado pagará a primeira parcela. Este ano, segundo a Sefaz, foram 7.152 servidores.

Como a primeira parcela não foi paga por conta da queda da arrecadação, o governo solicitou aos bancos que não descontassem os valores nos salários de julho.

O Bradesco e a Caixa Econômica Federal informaram que estão renegociando com os servidores. O Banco do Brasil, que emprestou dinheiro para mais de 6 mil servidores, anunciou que só irá descontar os valores no dia 20 de novembro, data que a legislação obriga o pagamento da primeira parcela do 13º salário.

O governo ainda não anunciou quando irá pagar o décimo terceiro. 

Compartilhamentos