Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

A Delegacia de Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Derca) aguarda as imagens do circuito de segurança do hotel para identificar o homem que estuprou uma atleta cearense de 16 anos em Macapá, no dia 1 de agosto. Até o momento, os depoimentos apontam para um único suspeito.

De acordo com depoimentos colhidos, o suposto estuprador teria invadido o hotel e entrado no quarto onde estava hospedada a adolescente, sem que ninguém o visse. Após o estupro ele teria fugido do local. Câmeras de segurança conseguiram capturar a chegada e saída do acusado.

“Ainda não tivemos acesso às imagens, mas sabemos que elas capturam a chegada e saída do suspeito. Pelos depoimentos colhidos, já sabemos que o quarto da jovem não foi arrombado”, destacou o delegado Daniel Mascarenhas, que apura o caso.

Imagem captada por câmera de segurança mostram um suspeito

Imagem captada por câmera de segurança mostram um suspeito

O laudo do estupro foi solicitado à Polícia Técnico-Científica (Politec). Mas muitas dúvidas rondam o caso. O delegado ainda desconhece o local exato por onde o suspeito entrou, quanto tempo ele permaneceu e se ele ameaçou a jovem com alguma arma.

“Tudo aponta que ele sabia onde era o quarto e que ela estava sozinha naquele momento. Pode ser que alguém tenha passado essa informação, mas ainda não sabemos”, ressaltou o delegado.

A atleta estava no estado junto com mais 4 competidores do Ceará para competir a primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Karatê. Após o abuso ela foi medicada para evitar a gravidez e doenças sexualmente transmissíveis.

Compartilhamentos