Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O governador do Amapá, Waldez Góes, assinou na tarde desta sexta-feira, 16, no Palácio do Setentrião, o Termo de Fomento com a Rede das Associações das Escolas Famílias do Amapá (Raefap). O ato garante o reforço financeiro de R$ 624 mil para a educação nas áreas agrícolas.

Com o repasse, fica garantido o aparelhamento com material escolar e de limpeza, equipamentos de informática, monitores e merenda para as seis unidades escolares atendidas pela rede.

A ajuda financeira possibilitará o prosseguimento das atividades das instituições de ensino presentes nas localidades de Pacuí, Carvão, Maracá, Cedro, Macacoari e Perimetral Norte.

Governador Waldez Góes. "Podemos garantir que essas escolas não vão fechar". Foto: André Silva

Governador Waldez Góes. “Podemos garantir que essas escolas não vão fechar”. Foto: André Silva

Os recursos serão repassados em quatro parcelas, a última delas prevista para dezembro deste ano. O governador destacou a importância do ensino agrícola para o desenvolvimento econômico do Amapá.

“Eu participo dessa história. Fui estudante agrícola, depois, quando deputado, elaborei lei que beneficiasse a causa. Fomos o primeiro governo a contratar alunos e a fazer concurso público para a área. Podemos garantir que essas escolas não vão fechar”, frisou.

Waldez informou também que todas as seis escolas agrícolas deverão implantar o Programa de Produção Integrada (PPI), além de garantir professores para essas escolas.

“Já vamos começar a trabalhar no termo de fomento de 2017 para que, em fevereiro, antes do início das aulas, a gente já tenha condições de assinar e garantir os recursos”, pontuou.

De acordo com a Rede das Escolas Agrícolas, mais de 800 estudantes concluíram os estudos em escolas agrícolas, nos últimos anos, e estão empregados no Amapá, atuando em sua área de formação.

Compartilhamentos