Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Bandidos quebraram o muro da Companhia de Trânsito de Macapá (CTMac) para furtar peças de veículos apreendidos no pátio da instituição. A ação criminosa ocorreu neste fim de semana. Um guarda civil municipal que estava de plantão não reagiu com medo dos vândalos portarem arma de fogo.

O crime ocorreu por volta de 00h10min do sábado, 22, quando o guarda municipal Walry Morais, de 45 anos, percebeu a invasão. Ele, que fica na guarita em frente ao órgão, notou a presença dos intrusos no muro dos fundos da CTMac.

Buraco deixado na parede. Fotos: Cássia Lima

Buraco deixado na parede. Fotos: Cássia Lima

Ao fundo dos veículos apreendidos, o muro por onde os bandidos entraram

Ao fundo dos veículos apreendidos, o muro por onde os bandidos entraram

“Eu ouvi um barulho e percebi que havia dois elementos quebrando uma parte detrás do muro. Um deles estava perto de um trailer de lanchonete e outro perto das motos. Quando eu visualizei os dois me escondi porque não podia confrontá-los já que não possuímos arma”, contou o guarda.

Ele acionou o comando da Guarda Municipal e a Polícia Militar que chegaram e ainda tentaram pegar os bandidos, mas ninguém foi preso.

Guarda Warly. Não pôde confrontar os invasores, pois não tinha arma. Foto: arquivo pessoal

Guarda Warly. Não pôde confrontar os invasores. Foto: arquivo pessoal

Os bandidos quebraram o muro e entraram pelos fundos por um buraco de pouco mais de 70 centímetros. Na fuga, eles deixaram peças dos veículos e uma jance de moto.

“Nunca aconteceu comigo de ter medo, mas eu tive porque não sabia se eles estavam armados e eu também não podia reagir com um cassetete. Além disso, eu vi que eram dois homens. Vou trabalhar com medo porque um dia desses posso morrer”, frisou o vigilante.

Uma jance e outras peças foram abandonadas na fuga

Uma jance e outras peças foram abandonadas na fuga

Segundo o comandante da Guarda Civil Municipal de Macapá, Ubiranildo Macedo, o prédio da CTMac tem um problema para a vigilância, porque a guarita fica em um ponto cego.

“Não tem como ter visão dos fundos do prédio. O guarda precisa sair da segurança da guarita e o outro lado fica vulnerável. Essa é a segunda ocorrência desse tipo na CTMac. Lá, como tem muitas motos e carros apreendidos, é oportuno para os bandidos pelo muro baixo”, destacou.

Criminosos deixaram pedaço de madeira ao lado do muro

Criminosos deixaram pedaço de madeira ao lado do muro

Após o furto, a Guarda Municipal alterou o plantão na CTMac, ao invés de apenas um guarda, dois ficam por turno. A ideia é que um possa dar cobertura ao outro se a situação se repetir.

Compartilhamentos