Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um taxista, desconfiado da mudança no destino final de uma corrida, pode ter escapado de um assalto na madrugada deste sábado, 12.

Ele dirigia pelo Bairro do Pacoval, por volta das 5h, na Avenida Piauí, quando seu veículo foi abordado por dois homens que negociaram uma viagem até a Escola Ruth Bezerra, no São Lázaro, pelo valor de R$ 20.

Ao chegar no local, um dos homens disse que havia se enganado sobre o nome da escola, e que o endereço correto era a Escola Esther da Silva Virgoulino, no mesmo bairro.    

 Achando a movimentação estranha, o taxista decidiu parar em um posto de gasolina, antes de seguir a corrida. Um dos suspeitos saiu para urinar enquanto o carro abastecia. Outro motorista chegou para abastecer e percebeu também o comportamento suspeito.

No mesmo momento, uma viatura do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM) chegou no local, chamada pelo taxista por telefone sem que a dupla percebesse.

Os dois suspeitos foram revistados e uma faca foi encontrada com um deles.

Os homens foram levados para prestar esclarecimentos na delegacia. Mas, de acordo com informações do BRPM, a ocorrência não chega a ser considerada tecnicamente uma tentativa de assalto, pois não foi anunciado o roubo. A suspeita foi qualificada como “outras fraudes”.

Aliviado, o taxista desabafou sobre a insegurança de dirigir na madrugada e como suspeita quando o passageiro pede para mudar o destino repentinamente durante esse horário. 

“Quando fazemos uma corrida para determinado local, e chegando não é o destino, desconfio logo. Graças a Deus, a viatura chegou e eu escapei”, concluiu.

 

Compartilhamentos