Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

A estudante Ane Caroline Oliveira, da Escola Estadual Gabriel de Almeida Café, vive aos 17 anos o ápice da sua vida escolar. Ela tem passagem garantida para três semanas nos Estados Unidos como a única representante do Amapá no programa Jovens Embaixadores 2017.

A aluna foi selecionada entre mais de 18.700 jovens que se inscreveram no programa patrocinado pela Missão Diplomática dos EUA. Ela preencheu os critérios do programa, como falar inglês fluentemente, ter trabalho voluntário, boas notas na escola e ser ativa dentro da comunidade. Essa foi a segunda tentativa da jovem de participar da empreitada.

Ane com amigos. Ela realiza trabalhos voluntários e participa de entidades estudantis. Fotos; arquivo pessoal.

Ane com amigos da Escola Gabriel de Almeida Café. Ela realiza trabalhos voluntários e participa de entidades estudantis. Fotos; arquivo pessoal.

“Ano passado eu me inscrevi, mas não consegui. Esse ano, um amigo meu que viajou pelo Jovens Embaixadores em janeiro me encorajou para tentar de novo e devido a experiência do ano passado tentei não criar expectativas”, contou.

Ane é estudante do terceiro ano do ensino médio, integrante da Associação Juvenil de Cientistas no Amapá (Ajcap) e ativa na União dos Estudantes do Amapá (UEA). Ela soube que foi selecionada na sexta-feira, 28, quando participava e coordenava a manifestação de alunos na Praça da Bandeira que pedia segurança para as escolas.

“Eu estava na manifestação e um amigo meu me deu a notícia. Eu fiquei surpresa e alegre. Vai ser uma experiência incrível. Eu fico empolgada só de imaginar. Vi o cronograma e é maravilhoso. Vamos ficar na casa de voluntários, ir nas escolas americanas, visitar a Casa Branca, participar de reuniões e falar um pouco da nossa experiência”, explicou.

Estudante é ativa nos movimentos estudantis da escola. Descobriu que havia sido selecionada quando participava de manifestação

Estudante é ativa nos movimentos estudantis da escola. Descobriu que havia sido selecionada quando participava de manifestação

Ela, que é moradora do Bairro Perpétuo Socorro, já venceu premiação de torneio de xadrez feminino e também ganhou destaque ao dirigir um curta metragem que abordava os padrões de beleza. Ativa no movimento estudantil, ela luta pela reativação dos grêmios nas escolas do Estado.

“O grêmio é fundamental na transparência das escolas, na visibilidade das contas públicas. Ele é um mecanismo que vem fortalecer a classe e conscientizar os alunos”, defendeu.

Com os amigos da Associação Juvenil de Cientistas no Amapá (Ajcap)

Com os amigos da Associação Juvenil de Cientistas no Amapá (Ajcap)

Escola Gabriel de Almeida Café, onde Ane cursa o terceiro ano do ensino médio. Ela pretende cursar Letras.

Escola Gabriel de Almeida Café, onde Ane faz o terceiro ano do ensino médio. Ela pretende cursar Letras.

Ane pretende cursar Letras/Inglês na Unifap. E acredita na educação como um fator de mudança social. Ela já tem projetos pessoais para o Amapá.

“Eu quero investir aqui na minha região e ensinar e oportunizar outros alunos. Depois da viagem, quero colocar em prática um projeto meu que visa ensinar inglês para jovens carentes. A ideia é que outras pessoas tenham a mesma oportunidade que eu”.

A jovem viajará com mais 49 estudantes brasileiros no dia 13 de janeiro e retorna no dia 4 de fevereiro de 2017. Ela vai visitar mais de três cidades americanas, a mais importante delas é Washington, a capital dos Estados Unidos.

Foto destaque na matéria: Cássia Lima

Ane foi vencedora de torneio de xadrez, em maio desta ano

Ane foi vencedora de um torneio de xadrez, em maio de 2014

Compartilhamentos