Compartilhamentos

SELES NAFES

A não ser que algo extraordinário ocorra, o coronel da reserva da Polícia Militar, Gastão Calandrini, deve mesmo assumir o comando da Secretaria de Saúde do Amapá (Sesa), atualmente dirigida pela administradora Renilda Costa. Calandrini já teria aceitado o convite do governador Waldez Góes (PDT) e já estaria se familiarizando com a pasta.

A data da posse, contudo, ainda não foi definida. Inicialmente a troca estava prevista para o último dia 20 a pedido de Renilda Costa, que solicitou mais prazo para concluir alguns processos na Sesa.

Agora, expectativa é de que a troca seja efetivada no máximo até a primeira semana de janeiro, antes do recesso do governador que deve durar ao menos cinco dias.  

Renilda Costa pediu mais tempo para concluir tarefas na Sesa. Foto: Arquivo

Renilda Costa pediu mais tempo para concluir tarefas na Sesa. Foto: Arquivo

Calandrini deixou a Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) no dia 7 de novembro após movimentos do governo para agregar aliados políticos. Ele comandou a segurança durante quase 2 anos.

O deputado estadual Ericláudio Alencar (PDT) assumiu a pasta, e no lugar dele na Assembleia Legislativa foi empossada a suplente Telma Gurgel (PRB), mãe do deputado federal Vinícius Gurgel (PR).

Por enquanto, a Sesa e a Secretaria de Cultura do Estado (Secult) seriam as únicas modificações no primeiro escalão do governo no novo ano. A Secult é dirigida atualmente pelo auditor e carnavalesco Carlos Matias, que deve ser substituído pelo advogado e carnavalesco, Vicente Cruz, que na semana passada deixou a Secretaria de Desporto e Lazer (Sedel) anunciando a nova missão.

No entanto, é possível que se houver desfile este ano a substituição só ocorra depois do carnaval, já que Vicente Cruz também é o presidente da Liga das Escolas de Samba do Amapá (Liesap). 

Compartilhamentos