Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Clenilson Silva de Santana, de 19 anos, vulgo “Bebelô” teve encerrada sua carreira no crime na madrugada desta segunda-feira, 27.

Envolvido em mais um caso de roubo, o infrator acabou baleado em uma troca de tiros com o 6º Batalhão da Polícia Militar (6º BPM), no Bairro Perpétuo Socorro, zona leste de Macapá. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do Hospital de Emergência.

Bebelô ainda foi levado ao HE, mas não resistiu. Fotos: Olho de Boto

Bebelô ainda foi levado ao HE, mas não resistiu. Fotos: Olho de Boto

Bebelô era velho conhecido da polícia, com passagens por roubos e furtos desde quando era menor de idade. Em dezembro do ano passado, o portal SELESNAFES noticiou um caso em que o infrator havia roubado duas vezes a mesma vítima, no Bairro Cidade Nova.

De acordo com a Polícia Militar, na madrugada de sábado para domingo, dias 25 e 26, ele havia roubado uma mulher grávida que, com o susto, acabou entrando em trabalho de parto. Já na madrugada de segunda-feira, Bebelô foi denunciado para a polícia por ter roubado o celular de um popular na Baixada Pará, no Perpétuo Socorro.

Polícia foi recebido a tiros na Baixada Pará

Polícia foi recebido a tiros na Baixada Pará

A equipe da polícia se deslocou após a última denúncia até o local e recebeu informações de que Bebelô estava em sua residência, no mesmo perímetro. Ele, junto com outros comparsas, recebeu a viatura do 6º BPM com disparos de armas de fogo. Os policiais então revidaram a ação, acertando dois tiros em Bebelô.

Segundo o tenente Josiagab, do 6º BPM, quando a polícia se deslocava para o HE ainda foram efetuados três disparos contra a viatura.

“Não foi possível, porém, identificar o autor dos disparos, no momento muitas pessoas estavam na rua”, explicou o tenente.

Bope ajudou na busca de comparsas do infrator, que teriam disparado contra a PM

Bope ajudou na busca de comparsas do infrator, que teriam disparado contra a PM

Logo após o episódio, equipes do Bope e do 6º BPM fizeram várias incursões nas pontes, porém não foi possível capturar nenhum dos comparsas de Bebelô.

Compartilhamentos