Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Foi decretado pelo prefeito de Santana, Ofirney Sadala (PSDC), estado de calamidade pública no município, localizado a 17 km de Macapá, após os problemas causados pelas fortes chuvas na quinta-feira, 16. O alagamento de áreas baixas da cidade causou uma série de transtornos para os moradores.

O próprio prefeito esteve na região atingida, junto com a presidente da Câmara de Vereadores, Helena Lima e secretários municipais. A comitiva foi até os bairros Hospitalidade, Paraíso, Provedor e Remédios.

Prefeito Ofirney Sadala visita áreas atingidas por alagamento. Fotos: Ascom/prefeitura de Santana

Prefeito Ofirney Sadala visita áreas atingidas por alagamento. Fotos: Amilton Matsunaga Ascom/prefeitura de Santana

Com o decreto, a prefeitura contratará mão de obra e maquinário para uma ação mais enérgica no serviço de desobstrução dos canais naturais e estruturados de saneamento da cidade e de obras de limpeza e drenagem das áreas adjacentes. A administração municipal também anunciou que realizará compras emergenciais para aliviar a situação dos moradores atingidos, principalmente alimentos, água potável e remanejamento.

Não foi informado ainda o número de famílias atingidas com o alagamento no município. A prefeitura informou ainda que a previsão é de que o fenômeno da maré alta continue atingindo o município até o domingo, 19.

Compartilhamentos