Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Apesar da polêmica com a prefeitura de Macapá que também tem um projeto habitacional, o governador Waldez Góes (PDT) estará em Brasília no próximo dia 14 com representantes da bancada federal e da comunidade. Na pauta estão projetos de moradias  para Macapá, Santana e Oiapoque. Entre esses projetos, está o do Perpétuo Socorro e Cidade Nova.

A agenda será no Ministério das Cidades. A ideia é conseguir recursos  do Programa Minha Casa, Minha Vida que está na terceira fase e com novas regras. O programa prevê 100 mil residências em todo o país.

Esta semana, lideranças dos dois bairros fizeram uma avaliação positiva do projeto que foi discutido com o governo nos últimos dois anos em audiências públicas. O projeto prevê 500 moradias nos dois bairros.

????????????????????????????????????

Francisco Silva, presidente da Associação dos Feirantes do Mercado do Perpétuo Socorro: comércio sentiu após incêndio

O presidente da Associação dos Feirantes do Mercado do Perpétuo Socorro, Francisco Silva, lembrou que o incêndio de 2013 derrubou o comércio na região.

“Cerca de três mil pessoas deixaram o bairro após o incêndio e durante esse tempo o comércio foi diretamente afetado, gerando a queda nas vendas e até o fechamento de comércios. A gente espera que com esse projeto a situação possa melhorar, pois acompanhamos todo o processo e está dentro do que a população do bairro reivindica”, frisou.

????????????????????????????????????

Magno Pantoja, da Associação de Moradores do Perpétuo Socorro: audiências

O presidente da Associação dos Moradores do Perpétuo Socorro, Magno Pantoja, garantiu que a comunidade foi ouvida durante a elaboração do projeto.

 “Tivemos duas audiências públicas ano passado e o governador Waldez Góes reuniu há dois anos para falar sobre o projeto. Nós acompanhamos o processo desde o começo porque sabemos que esse projeto é importante e que vai melhor muito a vida de quem vive na periferia do bairro”, declarou.

“Sabemos o quanto será importante para a comunidade por isso estamos dando o apoio e o governo por outro lado nos chamou para acompanhar todo o processo”, reforçou o presidente do Conselho de Segurança do bairro, Márcio Tavares.

O presidente da Associação dos Moradores do Bairro Cidade Nova, Oseias Ferreira, destacou que a população do bairro também será beneficiada com o projeto.

“Somos o bairro vizinho e esse projeto vai integrar ainda essas áreas, dando mais mobilidade e condições para o desenvolvimento dos bairros”, disse.

????????????????????????????????????

Márcio Tavares, presidente do Conselho de Segurança do P.Socorro

Cada moradia terá sala, cozinha, área de serviço, banheiro e dois quartos. Os blocos multifamiliares terão dois pavimentos, (térreo mais um). Algumas unidades serão dotadas de acessibilidade para pessoas com deficiência.

Na área do incêndio a urbanização planejada abrange vagas de estacionamento no entorno, áreas verdes com espaços de convivência, academia ao ar livre, quadra poliesportiva, playground, sistema de drenagem e de esgoto, nova rede de Iluminação pública. A feira localizada na área do entorno do incêndio também será revitalizada.

????????????????????????????????????

Além das casas, projeto terá área de convivência, academia, quadra poliesportiva e saneamento 

Compartilhamentos