Compartilhe

CÁSSIA LIMA

Iniciou nesta segunda-feira, 17, em Macapá, a Campanha de Vacinação contra o Vírus Influenza, que causa a gripe. Ao todo são 90 mil doses para imunizar as pessoas que compõem o grupo prioritário. Neste primeiro momento, a vacina é para profissionais da Saúde.

Desta segunda até 21 de abril, a vacinação é para o grupo prioritário da Saúde que deve apresentar carteira profissional ou declaração do órgão em que trabalha no momento da vacinação.

 Servidores devem apresentar identificação para receber vacina. Fotos: ascom PMM/divulgação

Servidores devem apresentar identificação para receber vacina. Fotos: ascom PMM/divulgação

“Cada grupo tem um período de vacinação. Com isso esperamos evitar tumulto e filas nas Unidades Básicas de Saúde. Buscamos manter a estatística de nenhum caso de H1N1 em 2017”, frisou a coordenadora municipal de Imunização, Jorsette Cantuária.

A vacinação ocorre em quase todas as unidades de saúde de Macapá, a exceção é para as que estão em processo de reforma e revitalização, como o Lélio Silva, no Bairro do Buritizal.

No Estado todo serão 180 mil pessoas imunizadas e 197 mil doses. Cada município definiu seu próprio calendário de imunização. A grande novidade este ano, é a inclusão dos professores de escolas públicas e privadas, no grupo prioritário.

?

Crianças têm data específica para receber vacina

Além disso, este ano a vacina será disponibilizada para bebês a partir dos 6 meses, crianças menores de 5 anos de idade e para mulheres que tiveram filhos nos últimos 45 dias.

As crianças a partir de 6 meses que nunca foram imunizadas precisam receber duas doses com intervalo de 30 dias entre elas. Confira o cronograma de vacinação.

Cronograma de Vacinação:

 De 17 até 21 de abril a vacinação é para os trabalhadores da Saúde;

De 24 de abril até 5 de maio o público alvo são as crianças de 6 meses, menores de 5 anos, gestantes, idosos com mais de 60 anos e povos indígenas;

De 8 a 26 de maio a vacinação é destinada para portadores de doenças crônicas, professores, profissionais do sistema prisional, presos e adolescentes de 12 até 21 anos sob medidas socioeducativas;

13 de maio será o Dia D de Mobilização Nacional;

E de 24 de maio até 5 de junho será a 2ª dose das crianças.

Compartilhe