Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Quatro associações de policiais militares do Amapá emitiram nota conjunta nesta quarta-feira (26) em que declaram apoio a greve geral que está sendo organizada em todo o país. 

As entidades Asemap, Aspometerfa, Assofi e ASS, manifestam total e irrestrito apoio ao movimento. O grupo diz ainda que, em virtude de vedação constitucional, os militares amapaenses não poderão fazer greve, mas apoiarão os manifestantes, garantindo a segurança de todos os cidadãos que participarem do evento.

As entidades conclamam os militares de folga, reformados, reservistas, familiares e a sociedade amapaense para que participem do movimento. Há ainda o lamento pelo parcelamento dos salários e não cumprimento da data-base pelo terceiro ano consecutivo.   

Em Macapá, a greve geral terá como ponto de encontro a manifestação marcada para as 8h, na sexta (28), com concentração na Praça Veiga Cabral.

Compartilhamentos