Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Dos 198 beneficiários faltosos no processo de vistoria dos apartamentos do Conjunto Habitacional Macapaba II, apenas 50 efetivaram oi procedimento na última chance dada pelo governo do Estado, entre os dias 28 de julho e 1 de agosto.

Mesmo com várias oportunidades amplamente divulgadas, o número de faltosos foi significativo, segundo o governo.

Segundo a Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social (Sims), os faltosos só terão nova oportunidade de realizar vistoria se tiverem uma justificativa plausível e que possa ser comprovada para a perda dos prazos, como em caso de doença, por exemplo.

Estes podem comparecer à Sims até esta sexta-feira (4) e justificar a ausência. A Comissão de Habitação da secretaria avaliará caso a caso e dará, ou não, nova oportunidade. Dos casos que a comissão julgar as justificativas não plausíveis, os titulares perderão as unidades habitacionais.

Procedimento obrigatório

Os beneficiários que compareceram fizeram inspeção nas unidades habitacionais, a fim de constatar o perfeito estado de conservação, estrutura, e outras características do imóvel. Este é um procedimento obrigatório, que antecede a fase de assinatura de contratos.

Os presentes na referida etapa receberam o Termo de Vistoria, documento que, junto ao RG e CPF, deverão ser apresentados, até esta sexta-feira, 4, na Superintendência da Caixa Econômica Federal (CEF) em Macapá, para assinatura dos contratos de aquisição dos imóveis.

Macapaba II

O Conjunto Macapaba é um empreendimento do Programa de Habitação Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, com execução e contrapartida do Governo do Amapá. 

A segunda fase do empreendimento, prevista para ser inaugurada ainda neste mês de agosto, possui 2.049 famílias consideradas aptas pela Caixa Econômica Federal para realizar o sonho da casa própria por meio do programa.

Foto de capa: Marcelo Loureiro (Secom)

Compartilhamentos