Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

“Foi uma semana difícil”, resumiu o estudante de Direito, Marcos Audrim Bruce, de 20 anos, e com razão. Ele é o candidato que foi acusado por internautas de ter vazado a prova do concurso público da Polícia Militar (PM) no último domingo (20).

A foto dele foi publicada em grupos de WhatsApp e em páginas de Facebook acompanhada de uma imagem da prova do concurso. Num vídeo, ele desabafa sobre os momentos de aflição que passou, principalmente por causa das inúmeras ameaças. 

Marcos Audrim Bruce gravou o vídeo para o portal SELESNAFES.COM dizendo que se sente aliviado por tudo ter sido esclarecido pela Polícia Civil, que identificou dois fiscais da Fundação Carlos Chagas como autores do vazamento da prova. 

Ele parabenizou o trabalho da polícia e se sentiu aliviado, já que temia pela segurança dos familiares, principalmente do irmão gêmeo.  

Os dois fiscais confessaram o crime e irão responder a um processo na justiça. O estudante disse que agora vai conversar com seu advogado para decidir qual será o próximo passo. 

Compartilhamentos