Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Marinha informou neste fim de semana que um barco afundou no cais da Capitania dos Portos, no município de Santana, cidade a 17 quilômetros da capital do Amapá. A embarcação estava com 45 mil tijolos a bordo, e havia sido apreendida.

O incidente ocorreu na manhã do sábado (16). O barco “Luar” foi apreendido no Rio Jari no último dia 14 por estar com a documentação irregular e a tripulação sem habilitação.

O barco foi levado para o cais da Capitania dos Portos e foi à pique dois dias depois. Em nota, a Marinha informou que as condições da embarcação eram precárias, e por isso o barco não suportou o excesso de carga.

“A embarcação oferecia sérios riscos para a segurança da navegação nos rios da região. Durante a apreensão, a embarcação estava com quatro tripulantes a bordo, que foram retirados por prevenção do barco, justamente pelo risco que oferecia de afundar”, relatou o informativo da Capitania dos Portos.

A Capitania dos Portos informou que condição do barco era precária. Foto: Arquivo/SN

Os tripulantes foram presos em flagrante com base no Artigo 261 do Código Penal, que tipifica o crime de “expor a perigo embarcação ou aeronave, própria ou alheia, ou praticar qualquer ato tendente a impedir ou dificultar navegação marítima, fluvial ou aérea”. Eles foram apresentados na delegacia de polícia.

A Marinha não informou o que ocorrerá com o proprietário da embarcação e qual será o destino do barco que afundou no cais da Capitania dos Portos. Nesses casos o dono da embarcação geralmente é obrigado a retirar o barco do fundo do rio com recursos próprios. 

Compartilhamentos